Ajude a manter esse site!!!

sábado, 17 de março de 2012

Música para 1º e 2º anos: 4 Quando ensinar?

Atenção: Leia as postagens na ordem do roteiro didático no menu Música para 1º e 2º anos: Revista Nova Escola a direita da tela.

Atividades de audição, percepção e experimentação de sons não podem faltar no seu planejamento.

Uma boa aula de música para os alunos do 1º e 2º anos inclui atividades de audição, percepção das variações sonoras e de produção musical (cantar, tocar, compor sequências rítmicas, improvisar sobre temas, relacionar música e dança etc.). É como uma espécie de tapeçaria, com o maior número possível de atividades, que possam ser organizadas adequadamente, formando uma trama perfeita, sem perder o fio condutor. Para a professora Ana Elisa Medeiros, das escolas Aubrick e See-Saw, em São Paulo, o trabalho com música deve ser realizado por pelo menos meia-hora durante duas vezes por semana. "Se as aulas forem realizadas apenas uma vez na semana, as crianças acabam esquecendo a letra das canções aprendidas na aula anterior e alguns dos combinados propostos", explica.

Na hora de planejar as aulas, além de partir do que as crianças já sabem a respeito da linguagem musical, é importante que você pense em como ampliar o repertório dos alunos, estimulando-os a fazer uma audição cada vez mais crítica das obras.

Os professores Vivian Agnolo Barbosa e Tiago Madalozzo, da Alecrim Dourado Formação Musical, em Curitiba, propõem que as aulas sejam estruturadas com uma atividade introdutória de saudação, seguidas pelas atividades de desenvolvimento (focadas nos conteúdos que se deseja ensinar). Para concluir, é possível propor algumas atividades de audição e uma despedida, que marca o fim da aula. Este "modelo" de organização pode te ajudar a planejar suas aulas e foi criado de acordo com um estudo desenvolvido pelo grupo de professores responsáveis pelo projeto de Musicalização Infantil da Universidade Federal do Paraná.

A introdução consiste nas atividades de saudação e "limpeza de ouvidos": a aula pode começar com canções que evoquem os nomes dos alunos da turma ou temas cotidianos, para que a turma se concentre, aos poucos para o que virá a seguir. Você pode cantar para chamar a atenção das crianças, fazer com que elas cantem junto ou propor a audição de uma música tranquila.

Em seguida, temos o desenvolvimento da aula priopriamente dita: aqui entram as atividades de audição ativa (que ajudam a formar o gosto, ampliar o repertório e o senso crítico dos alunos); a apreciação de obras musicais de diferentes épocas e lugares; as atividades de percepção; a percussão corporal e com instrumentos; a apresentação de instrumentos musicais e da escala musical; a dança e as atividades de produção sonora, como o canto, por exemplo. Nem todas as atividades têm de acontecer em uma só aula. Você deve planejar de acordo com os objetivos que deseja alcançar com a turma. Não esqueça de oferecer às crianças, informações sobre a história da música no decorrer das aulas.

Para concluir, é importante propor atividades que sinalizem o término da aula, pois muitas vezes as crianças participam de jogos musicais e realizam atividades de produção sonora que as deixam eufóricas. Por isso, você pode propor uma atividade de relaxamento, com a audição de uma música tranquila, e todos podem cantar (ou ouvir) uma canção de despedida, que pode ser combinada com a turma.

Link Original: http://revistaescola.abril.com.br/fundamental-1/musica-1o-2o-anos-640283.shtml?page=4

Nenhum comentário:

Postar um comentário